9 Doenças humanas estranhas que ainda confundem a mente dos médicos

Publicado em

A medicina tem se desenvolvido desde os tempos antigos, com descobertas e avanços que são fundamentais para curar doenças e salvar vidas. Porém, ainda há muitas doenças e distúrbios raros que muitas vezes desconhecemos, que são capazes de dar um nó na cabeça de muitos médicos e cientistas. Geralmente são doenças incuráveis, que causam sofrimento e que ainda são uma incógnita para muitos de nós.

1 – Síndrome de Kleine-Levin

É uma doença neurológica que envolve episódios constantes  de sonolência excessiva e deterioração das habilidades mentais. Os pacientes dormem a maior parte do tempo – cerca de 18 horas por dia ou mais, e acordam apenas para satisfazer necessidades básicas, como comer e ir ao banheiro. Quando os que sofrem dessa doença são acordados, o comportamento deles é alterado, podendo se tornar agressivos. Os pacientes também sofrem desorientação, ausência de energia e falta de emoções, o que prejudica muitos aspectos da vida.

2 – Urticária

Se trata de uma alergia rara que causa erupções cutâneas e manchas vermelhas na superfície da pele, geralmente provocando coceira e tornando a pele inchada. A urticária aquagênica, conhecida popularmente como alergia à água, é um tipo de em que o contato com a água provoca vermelhidões na pele alguns minutos após a exposição.

3 – Hiperecplexia

Esta doença, que pode aparecer em qualquer idade, é caracterizada por uma reação de choque, incluindo espasmos corporais que surgem após ruídos súbitos, toques ou movimentos, além de uma alta tensão dos músculos, e uma elevada frequência de tremores.

4 – Síndrome da mão alheia

É um distúrbio neurológico no qual uma ou ambas as mãos parecem adquirir vida própria e realizam movimentos que independem da vontade da pessoa. Também é conhecida como “síndrome do Dr. Strangelove”, em referência ao personagem do filme de Stanley Kubrick, cuja mão às vezes tentava estrangulá-lo. Na maioria das vezes, a pessoa não percebe que o membro está executando esses movimentos involuntários.

5 – Síndrome de Alice no País das Maravilhas

A síndrome de Alice no País das Maravilhas, também conhecida como síndrome de Todd, é uma condição que afeta a percepção visual, fazendo a pessoa ver objetos muito menores do que realmente são, ou distorcidos da realidade, assim como ocorre com o uso do LSD. As pessoas que sofrem dessa síndrome também veem distorções no próprio corpo, acreditando que ele está mudando de formato ou tamanho.

6 – Alotriofagia

Pessoas com esta doença sentem um forte desejo de consumir alimentos ou itens incomuns, como clipes de papel, parafusos, argila e giz. É considerada também como um sintoma de anemia ferropriva. A alotriofagia surge frequentemente em crianças e mulheres de todas as idades, bem como em pessoas com distúrbios do desenvolvimento, como o autismo, e muitas vezes em mulheres grávidas. A imagem abaixo mostra alguns objetos encontrados no estômago de um paciente com a doença.

7 – Fibrodisplasia ossificante

A fibrodisplasia ossificante é uma doença genética rara, na qual o tecido progressivamente se torna osso. É uma doença genética rara que causa a formação de ossos no interior dos músculos, tendões, ligamentos e outros tecidos. O corpo não somente produz muitos ossos, como um esqueleto extra é formado, envolvendo o corpo da pessoa.

8 – Síndrome de Cotard

A síndrome de Cotard ou delírio niilista é uma doença mental rara que combina depressão ansiosa e uma alteração do mundo. As pessoas que sofrem desse problema pensam que tudo ao seu redor é irreal, e muitas vezes, pensam que estão mortas. Elas também podem acreditar que estão com seus órgãos internos apodrecendo ou que foram retirados.

9 – Insônia familiar fatal

É uma doença hereditária muito rara e incurável, que afeta uma proteína do cérebro, causando uma insônia incurável. Estima-se que haja menos de 40 famílias no mundo com esta condição, que começa a se desenvolver entre as idades de 30 a 60 anos. Inicialmente ocorre uma dificuldade em dormir, evoluindo para uma insônia intensa. No último estágio, ela pode levar à morte.

Fonte: Genial Guru
[ninja-popup ID=60003] [/ninja-popup]

Gostou? Deixe seu comentário :)