Conheça a história de Rumeysa Gelgi, a mulher mais alta do mundo

Posted on

Rumeysa Gelgi tem apenas 25 anos, mas já é detentora de cinco recordes mundiais. A jovem da Turquia ganhou fama por ser a mulher mais alta do mundo, e mais outros quatro títulos associados à sua rara condição, chamada de síndrome de Weaver. Conheça abaixo um pouco mais sobre a sua vida, que vai muito além dos recordes e de suas limitações.

Rumeysa nasceu com uma mutação genética extremamente rara chamada síndrome de Weaver

A síndrome causa um rápido crescimento no corpo, muitas vezes restringindo o movimento das articulações e tornando os ossos fracos. Antes dos 5 anos, Rumeysa passou por duas cirurgias delicadas para finalmente poder andar pela primeira vez com a ajuda de um andador.

Em 2014, Rumeysa foi premiada com o título de “adolescente viva mais alta do mundo” por ter 213,6 cm aos 17 anos. Em 2021, ela cresceu ainda mais, atingindo 215,16 cm de altura e se tornando a “mulher viva mais alta do mundo”.

Mas se engana quem pensa que a vida de Rumeysa é apenas o glamour dos recordes. Por causa de sua alta estatura e condição médica, Rumeysa usa uma cadeira de rodas para se mover a maior parte do tempo.

No entanto, ela está determinada a olhar para o lado bom da vida e fazer o melhor que pode a cada dia.

“Toda desvantagem pode ser transformada em vantagem, então aceite-se como você é, esteja ciente de seu potencial e dê o seu melhor”, disse ela em entrevista ao Guinness.

Além dos dois títulos mundiais por sua altura, Rumeysa conquistou mais três este ano. Ela agora tem o dedo mais longo de uma mulher viva (4,40 polegadas), as maiores mãos femininas (9,81 polegadas direita e 9,55 polegadas esquerda) e as costas mais longas para uma mulher (23,58 polegadas).

Rumeysa é uma verdadeira gigante se comparada a outras pessoas, não só pelo tamanho, mas também pela determinação.

Não podendo ir pessoalmente à escola, Rumeysa completou sua educação em casa. Ela sempre quis trabalhar com tecnologia, começou a estudar desenvolvimento web e agora é desenvolvedora front-end autodidata. Em seu tempo livre, ela gosta de nadar, fazer compras, conhecer novos lugares e ficar com seu gato.

Fonte: Bright Side

Gostou? Deixe seu comentário :)